Regresso ao Escritório

A velocidade da mudança
21 Outubro, 2021
Burn Out
Penso, logo exausto…
18 Abril, 2022
Regresso ao Escritório

Regresso ao Escritório

Trabalhar em casa tem oferecido muitos benefícios. Todos nós os reconhecemos hoje, não são o “mito generalizado” de há 3 anos.

Todavia, é consensual que sentimos falta do escritório também. Conexão, colaboração, tomada de decisão são pontos do dia-a-dia organizacional que sabemos foram impactados negativamente.

Mas é desconfortável falar no “regresso”. Sabemos que muitos dos benefícios de trabalhar em casa são bons para os colaboradores e muitos dos benefícios de trabalhar no escritório são bons sobretudo para a organização. Estes últimos acabam por afetar os colaboradores de forma mais indireta, o que torna o regresso menos “desejável”.

Agora que parece mais certo um retorno anunciado, é muito importante que estejam criadas todas as condições para que todos “queiram voltar”. Alguns esperam manter o trabalho flexível, outros querem melhorias sobre a forma como o local de trabalho funciona, está organizado e ajustado a este regresso. Querem uma experiência de trabalho fundamentalmente melhor, porque não querem abdicar do que tinham de bom em casa.

Neste cenário, os líderes terão de demonstrar que o regresso atenua a falta que a conexão e colaboração constatada no trabalho remoto, devendo acelerar encontros, entregas conjuntas e conexões sociais informais. Têm de mostrar que entendem que as circunstâncias de trabalho em casa são diferentes, e devem escutar profundamente o que os colaboradores trazem neste regresso, pois ele vem acompanhado certamente da necessidade de que seja diferente.

Mas a responsabilidade não é só da liderança.

Como não faz sentido voltar para “pior”, é fundamental regressar a um escritório efetivamente melhor, retorno esse que deve ser suportado por um plano de acolhimento verdadeiramente integrado que revele, em todo o seu esplendor, a nova proposta de valor.

Neste momento, as empresas melhor preparadas e mais despertas para esta realidade já têm muitas ideias pensadas e escritas para o incentivar o regresso. Iniciativas relacionadas com o seu edifício, às novas e flexíveis formas de trabalho, os modelos de partilha e conexão, os novos benefícios e o processo de mudança que aguarda quem retorna.

Do que temos percebido, as empresas que estão a fazer isto melhor têm acrescentado um fio condutor a este novo “acolhimento”... uma narrativa suportada por uma atividade que permita gamificar o processo enquanto incentiva os colaboradores a experimentar e dar feedback sobre tudo o que de novo encontraram, contaminando positivamente o estado de espírito de todos de modo a que o regresso seja “aspirado” em vez de rejeitado.

Durante este período, a equipa dá consistência às aprendizagens através de comunicação interna e potencia o plano de acções através de uma única dinâmica que se ativa | desativa durante o ciclo de regresso. Na Immersis temos utilizado o nosso Chase Game, um jogo online, baseado numa aplicação móvel instalada no smartphone pelos próprios colaboradores.

Nesta dinâmica, os participantes recebem a indicação dos momentos onde o jogo começa. O jogo permanece “live” durante vários dias, com momentos de atividade onde múltiplos desafios são lançados durante os dias de regresso de acordo com o plano. Como não é necessário estarem todos a jogar ao mesmo tempo, os estímulos vão contribuindo para participações constantes mas não sobrecarregam sempre os mesmos colaboradores.

A lógica é espetacular, porque só no evento e na hora indicada para o início do jogo, é dado acesso à listagem de desafios a realizar, totalmente customizada à empresa. Nesse momento, há que tomar opções, trabalhar em equipa e ir publicando internamente o sucesso das missões realizadas.

Alguns exemplos? Encontra a o Sr. Filipe da manutenção e tira uma foto com ele a “aparafusar-te”; Faz uma pausa cultural na zona social e mostra-nos a tua leitura; Prova que já te inscreveste num dos webinars de regresso nesta semana!

Com este tipo de dinâmicas, é possível garantir que o plano de acção é conhecido, experimentado, partilhado. Que a colaboração e a celebração aconteçam. Que a nova proposta de valor se torne consciência coletiva.

Os colaboradores recebem da empresa salário e benefícios, mas também oportunidades de crescimento, socialização e realização. Para continuar a garantir que todos ganham com a sua experiência de trabalho em 2022, é fundamental acolher bem um dos seus ativos mais valiosos.

Bom regresso!


Mais sobre as nossas experiências imersivas

Live Experiences_Cat
Remote Experiences_Cat