4 Estratégias para enfrentar a perda na equipa

5 dicas para diminuir a resistência à aprendizagem
15 Fevereiro, 2021
O futuro? Híbrido.
23 Março, 2021

4 Estratégias para enfrentar a perda na equipa

Para além do extraordinário atleta, Alfredo Quintana era uma pessoa muito especial, elogiado por todos os que com ele privavam pessoal e profissionalmente. Por todo o lado encontrámos reações sinceras de lamento pela perda, mas os colegas das equipas onde jogava [FCP e Seleção Nacional] enfrentam agora um desafio muito mais avassalador.

Enfrentar o luto ou a perda numa equipa é sempre dificílimo. Os colegas desenvolvem ligações profundas, e estas ligações são bem visíveis nas melhores equipas que encontramos [quer no desporto, quer nas organizações].

Enquanto líderes estamos muitas vezes impreparados. Este é um desses temas... algo que não gostaríamos de enfrentar, mas que surge como inevitável durante a carreira profissional. Para apoiar as equipas nestes momentos ficam as algumas sugestões:


COMUNIQUE MUITO

Quando acontecer, os colaboradores vão procurar apoio, tranquilidade e orientação. Sendo trágico ou resultado de uma mudança organizacional, vai existir necessidade de “falar sobre isso”. Enquanto líder, mostre disponibilidade para conversar [presencialmente ou via remota] e explique com detalhes o que está e o que irá acontecer no futuro. Isto será o equivalente digital a uma política de “porta aberta”.


DEMONSTRE COMPAIXÃO

É importante sinalizar que compreendemos a perda da equipa e que estamos lá para os ajudar a passar por isso. Dando espaço para ultrapassar o momento, mas também reconhecendo que o trabalho pode fornecer uma sensação bem-vinda de estabilidade e continuidade, sem deixar que seja um escape ou meio de negação.


COMPREENDA A MUDANÇA DE COMPORTAMENTO

Os colaboradores podem comportar-se "fora do seu modo natural" enquanto lidam com a perda. Como líder, é importante ser solidário e não julgar, dando tempo e espaço, mas garantindo que o compromisso com a organização e com os colegas não poderá ser afetado.


OFEREÇA AJUDA

Será sempre necessário à equipa ajustar-se. Disponibilize-se para apoiar, ajudando na execução ou na delegação de tarefas para outros colaboradores ou equipas, fornecendo apoio administrativo extra e relaxando horários sempre que possível. Um acompanhamento ocasional fora do ciclo de trabalho também pode ser valioso. Mostra aos membros da equipa que está consciente do que estão a passar, permitindo encontrar momentos reconexão e reforço do sentimento de pertença, integrando a mudança como a nova realidade.

Sabemos que não há insubstituíveis, mas há talento que nunca gostaríamos de perder, sobretudo talento como o Quintana e muitos outros anónimos igualmente brilhantes.